Menu

Agenda Infantil: Programação para crianças em Brasília

Passeios para crianças em Brasília

Caçadores e fugitivos

O grupo escolhe quem será o pegador a partir das cores das roupas dos participantes. Por exemplo: quem estiver de branco e azul é pegador, quem estiver de verde e preto é fugitivo.

Definidas as equipes de caçadores e fugitivos, o grupo pode combinar regras de salvamento de quem for pego. Exemplo: quem for pego vira estátua e só pode ser salvo por quem tocá-lo com o pé.

O grupo também define o pique (áreas de refúgio onde o fugitivo não pode ser pego). Por exemplo: quem estiver de quatro não pode ser pego.


Fonte: http://mapadobrincar.folha.com.br/brincadeiras/pegar/448-cacadores-e-fugitivos

Leia mais ...

Cabra-cegueta

O grupo escolhe um participante para ter os olhos vendados. Ele será a cabra-cegueta.

Uma pessoa gira a cabra-cegueta várias vezes, enquanto os outros participantes correm e escolhem um lugar para ficar.

A cabra-cegueta procura os outros participantes com as mãos.

A pessoa que girou a cabra-cegueta fica por perto para orientá-la a não ir para lugares perigosos e até para ajudá-la a encontrar os outros participantes.

Essa pessoa diz: "Tá quente"; "Tá frio"; "Para a direita"; "Para a esquerda".

A brincadeira termina quando todos forem pegos.

Quem foi o primeiro a ser pego será a próximo cabra-cegueta.

Leia mais ...

Revista do Iate Clube dá dicas de portais com programação infantil

Site Agenda Infantil é referência em publicação do clube de Brasília

Matéria sobre portais com programação infantil é tema da edição nº 82 da Revista do Iate Clube de Brasília, que começa a circular hoje (28) no clube. A edição que chega aos sócios do clube a partir da semana que vem comenta que “há muito tempo Brasília deixou de ser uma cidade com pouca variedade de atividades culturais” e que em meio a tantos eventos, portais especializados, como o site Agenda Infantil, auxiliam pais e mães a se organizarem.

Agenda Infantil

Sobre o site Agenda Infantil, a revista informou que o mesmo foi criado por Marcelo Klotz, um pai jornalista que estava em busca de um veículo com informações organizadas e atualizadas sobre eventos infantis e que tem como diferencial a “ampliação da voz das assessorias e promotores de eventos, inclusive daqueles que têm menos recursos para a promoção”. Isso porque que o site possui um publicador gratuito para cadastro de eventos para todos os interessados para submeter eventos, sujeitos à aprovação.

Quer saber mais?

Leia mais ...

Cabra-cega

Os participantes escolhem quem será a cabra-cega, que deverá ser vendada. O resto da turma se espalha.

O grupo pergunta:

"Cabra-cega de onde você veio?".

A cabra-cega responde um lugar, que pode ser a casa, a fazenda, a escola...

A turma pergunta:

"O que trouxe para nós?"

A cabra-cega responde algo. Por exemplo, se veio da fazenda, pode dizer leite.

A turma pergunta:

"Vai dar um pouco pra nós?"

A cabra-cega responde:

"Não!"

E aí a brincadeira começa com gritos. A criançada faz barulho para que a cabra-cega consiga se localizar.

Se ela alcançar alguém, tem que dizer o nome dessa pessoa. Se acertar, a pessoa será a cabra-cega; se errar, continuará sendo o pegador.

Fonte: http://mapadobrincar.folha.com.br/brincadeiras/pegar/445-cabra-cega

Leia mais ...

Pega-pega

Geralmente, a brincadeira divide os participantes em pegador e fugitivos, mas há muitos jeitos de brincar de pega-pega.

Em algumas variações, é comum ter um pique, que é um lugar (um poste, por exemplo) ou uma posição (deitado no chão) na qual os participantes estarão a salvo do pegador.

Há versões apresentadas pelas crianças nas quais o que muda é o jeito de escolher o pegador (também chamado de "pega").

Também existem variações referentes ao nome do pegador (conhecido por polícia, zumbi, gato, velociraptor, bruxa etc.) e do fugitivo (apelidado de ladrão, rato, galinha e outros).

Outras variantes da brincadeira são: a organização da área onde se brinca, formas de salvamento (quem é pego pode ser salvo quando alguém passa por debaixo de suas pernas, por exemplo), comandos e diálogos.

Nas brincadeiras de pegar, quanto mais crianças brincarem, melhor. Mas, geralmente, é preciso ter pelo menos cinco ou seis participantes.

O que pega

Pega-pega também é chamado de pira, trisca, picula e manja, em diferentes regiões do país. E pega-pega, pique-altinho, pega-vírus, pega-zumbi, o rei e o ladrão, rio vermelho, pique-pega do Saci, polícia e ladrão, pega-pega congela, mãe da rua, pega-pega aranha, cada macaco no seu galho e pega-chiclete são algumas das variações das brincadeiras de pegar.

Leia mais ...

Buldogue

A turma estipula quem será o pegador e os locais que serão os piques, e os participantes ficam parados ali.

O pegador fica no meio do grupo e grita:

"Buldogue!"

Esse é o sinal para que todos os participantes saiam de um pique e tentem alcançar outro. A primeira pessoa que for pega vira o próximo pegador.

A partir desse pegador, todos que forem pegos formam uma família (reúnem-se em grupo), ajudando a pegar os outros fugitivos.

Quando sobrarem apenas três participantes, quem não for pego e chegar ao pique ganha uma vida.

Quando tentar correr novamente, todos perguntam:

"Gasta a vida ou não gasta?"

Se ela responder "gasto", ela continua no pique e tenta passar de novo.

Se conseguir, ganha mais uma vida. Ela pode acumular no máximo cinco vidas.

Fonte: http://mapadobrincar.folha.com.br/brincadeiras/pegar/444-buldogue

 

Leia mais ...

Americano

 

Em um grupo, um participante é escolhido para ser o pegador.

As crianças se espalham, e o pegador corre atrás delas. Quem for pego deve ficar "duro" (parado).

O participante só fica "duro" se o pegador encostar quatro vezes nele.

Para o jogador ficar mole e voltar à brincadeira, alguém precisa passar entre as suas pernas.

No final, quem estiver correndo atrás dos outros escolhe o pegador da brincadeira seguinte.

Fonte: http://mapadobrincar.folha.com.br/brincadeiras/pegar/443-americano

 

Leia mais ...

Acorda, senhor urso

Uma criança é escolhida para ser o urso (o pegador) e ficar deitada no meio da rua ou da quadra.

Os outros participantes devem chegar bem perto do urso, quietinhos, contar até três e gritar:

"Acorda, senhor urso!".

Em seguida, todos saem correndo.

O urso levanta para tentar pegar quantos participantes conseguir. Só não pode pegar quem chegar ao outro lado da rua.

Fonte: http://mapadobrincar.folha.com.br/brincadeiras/pegar/442-acorda-sr-urso

Leia mais ...

Acorda, leão

O grupo define quem será o leão, que é o pegador da brincadeira. Todas as crianças têm uma toca, que pode ser debaixo de uma cadeira, de um travesseiro, de uma cama etc.

O leão está dormindo, e os participantes vão acordá-lo dizendo: "Acorda, leão!". Ele levará um susto e sairá correndo atrás de quem o acordou.

Se o participante for pego, ele ficará preso na toca do leão. O objetivo é contar quantos jogadores o leão prendeu em sua toca.

Fonte: http://mapadobrincar.folha.com.br/brincadeiras/pegar/441-acorda-leao

Leia mais ...

Gato e rato

Os amigos fazem uma roda, dando as mãos. Alguém tem de ser o rato e ficar dentro da roda. Outra pessoa é o gato e fica do lado de fora. O gato pergunta e a roda responde:

-O senhor rato está em casa?
-Não! -A que horas chega?
-Às oito horas!

A roda, então, começa a girar, contando as horas combinadas.

Quando terminar, solta os braços, mas mantém a posição. O gato entra na roda para pegar o rato.

O gato e o rato podem entrar e sairda roda, correndo.

O gato tenta agarrar o rato, que foge do gato o quanto pode. Quando o rato é preso, recomeça o jogo.

Quem foi o rato é o gato na vez seguinte. Outra pessoa da roda é o rato.

Fonte: http://teste.planetaeducacao.com.br/professores/infantil/brincadeiras/gatoerato.asp

Leia mais ...
Assinar este feed RSS

Passeios

Dicas do Papai